Anuncios

 

O líder deve, portanto, procurar levar a EBD a crescer não apenas quantitativamente, mas também qualitativamente. Procurar fazer com que ela no seu ministério se torne relevante! Evidentemente que o êxito não vem em curto prazo, mas, sobretudo com muito empenho, trabalho e dedicação. Mas
os resultados compensam o esforço gasto.

Atualmente na AD de Água Branca (PI), onde estou pastoreando há exatos dois anos, vi a EBD dar um salto de crescimento. Dados levantados pelo Departamento de EBD relativo ao ano de 2013 revelaram um crescimento de 130%!

Nesse artigo desejo, portanto, compartilhar o que a meu ver é o responsável pelo bom desempenho de uma EBD.

1. Liderança comprometida
"Pastor ausente, rebanho disperso!" Escrevi esta frase em 2009 no livro de minha autoria, intitulado: As Ovelhas Também Gemem! (CPAD). Se uma igreja fica dispersa por conta da ausência de seu líder, o mesmo acontece com a EBD. O pastor que não gosta de EBD, e há muitos que inventam qualquer coisa no horário da EBD somente para não assisti-la, levará esse importantíssimo instrumento de discipulado ao fracasso. O preço será alto, visto que a igreja não demonstrará um crescimento, mas apenas um inchamento. A Bíblia diz que "todo o Israel e Judá amavam Davi, porquanto fazia saídas e entradas militares diante deles" (1 Sm18.16).


Davi estava com o povo! Raramente me ausento da EBD, e quando o faço é para cumprir alguma agenda em outro Estado.
Mesmo sendo um dos comentaristas das Lições Bíblicas de Jovens e Adultos da CPAD nunca deixei de ser aluno. Não vejo nenhum demérito em assistir um dos nossos professores ministrar sua aula. A propósito, a última aula ministrada pelo professor Jandeon Pereira, da classe de Jovens e Adultos, foi maravilhosamente edificante e enriquecedora!

2. Qualificação de professores
O bom desempenho de uma EBD passa necessariamente pela qualificação dos professores. A EBD não é apenas um departamento da igreja, mas uma equipe que deve trabalhar de forma coesa visando alcançar a excelência! Para que esse alvo seja alcançado é necessário o líder investir em treinamento dos seus liderados. Uma das primeiras coisas que um líder deve fazer ao assumir uma igreja é promover o treinamento de líderes locais.

Os professores estão inseridos dentro desse contexto. Nas igrejas que pastoreio costumo gastar algumas semanas promovendo palestras para a liderança local, cujo objetivo é descobrir suas potencialidades e fazer com que elas sejam otimizadas ao máximo. Sem investimentos na liderança local não se pode esperar resultados satisfatórios.

Dentro desse programa é imprescindível também promover cursos de capacitação de professores. É possível ver o desempenho dos professores por um simples teste de avaliação pedagógica e a partir daí se pode pontuar os problemas que demandam uma maior atenção. Em um desses testes de nivelamento, organizado e aplicado por um dos nossos Superintendentes, professor e pedagogo Francisco Barbosa, foi possível detectarmos áreas que exigiam mudanças urgentes. Foi o que foi feito e os resultados mostraram-se animadores.

3. Estrutura adequada
Um dos problemas crônicos enfrentados pelo Departamento de EBD é de ordem estrutural. Geralmente os espaços, quando existem, são inadequados. Mais uma vez a questão passa pela liderança local da igreja. Por que o Departamento de Educação Cristã é tão mal estruturado? Porque falta visão no líder, que quando projeta um prédio para acomodar a igreja pensa em tudo, menos na EBD. Não é incomum encontrarmos EBD funcionando em colégios da rede municipal ou estadual de educação ou em outra forma de estrutura improvisada!

O resultado é a desmotivação e o baixo rendimento no aprendizado. A Bíblia nos informa que os discípulos dos profetas procuraram o profeta Eliseu para informá-lo que "o lugar em que habitamos contigo é estreito demais para nós" (2 Rs 6.1). Para corrigir o problema o profeta Eliseu, supervisor daquela escola de profetas, mandou construir uma estrutura adequada (2 Rs 6.2,3). Encontrei lugares onde crianças assistiam aulas sentadas na calçada do lado de fora do templo porque não havia espaço para elas! Resolvemos o problema construindo um prédio com toda a estrutura adequada. Por outro lado, faz parte dessa estruturação equipar as classes com os materiais de apoio didáticos necessários, tais como Data Show, quadros de acrílico etc.

4. Criação de incentivos e Reconhecimento
Outra forma simples, porém eficaz de fazer a EBD ser otimizada é a criação de incentivos tanto para o educador como para o educando. É uma forma de demonstrar reconhecimento para com aqueles que formam a EBD. Trimestralmente pode-se fazer um café da manhã ou um almoço para toda a EBD, onde se cria um sistema de premiação para com aqueles que foram mais assíduos ou que mais se destacaram durante o trimestre. Existem, é claro, outras formas de incentivo e a criatividade de cada líder dará o norte a ser seguido.

E impossível, portanto, se chegar a excelência na EBD sem o envolvimento do líder da igreja. A Escritura diz que "não havendo sábia direção, cai o povo" (Pv 11.14). O líder que não veste a camisa da sua igreja, que não se envolve em seus projetos, forçosamente fracassará! Cai o povo e ele cairá junto!


Por José Gonçalves
Ensinador Cristão – N°60 – CPAD

 
Top