Anuncios

 

Podemos alcançar as almas das seguintes maneiras:
I APRESENTANDO A MENSAGEM DE MANEIRA APROPRIADA
1. Método direto
Através de perguntas (At 8.30-35):
“Você está bem com Deus?”
“Você já recebeu a Jesus como seu Salvador e Senhor?” “Você já está perdoado de todos os seus pecados?”

“Em qual eternidade você estará após a morte?”
“Você já tem a certeza de vida eterna?”
Segundo o informativo “Sunday School Times”, o Se­nhor Jesus fez 154 perguntas durante o seu ministério. Veja­mos algumas: Mateus 16.13,15; 21.40; Marcos 3.1-5; 10.18; 10.35-40; Lucas 2.46; 10.36; João 21.15-17.
LEIA TAMBÉM:

2. Método indireto
Aproveitando circunstâncias ocasionais como: situação mun­dial à luz das profecias, comunismo, guerra atômica, terremotos, acidentes, catástrofes, doenças, epidemias, progresso da ciência, mortes, política, crises pessoais, crimes, dificuldades, etc.
O apóstolo Pedro aproveitou a circunstância da cura do coxo para pregar (At 3.1-26). O apóstolo Paulo aproveitou o fato de o povo de Atenas ser supersticioso, para anunciar a Palavra (At 17.15-34).

3. Método da literatura
Utilizando literatura relacionada, objetiva e de acordo com a idade da pessoa que se pretende evangelizar. Por exemplo, pode­mos utilizar folhetos, cartas, prospectos e jornais evangélicos, prin­cipalmente em ocasiões oportunas como Natal, Finados, “Sema­na Santa”, Semana da Pátria, “Corpus Christi”, Carnaval, etc.
Este método surte grande efeito quando, além de entre­garmos a literatura para o pecador, também lhe falamos algu­ma coisa a respeito do seu conteúdo, para despertar na pessoa a curiosidade e o desejo de ler. E também importante que haja na literatura um carimbo fornecendo o endereço da igreja, e o horário dos cultos, caso tal pessoa queira fazer uma visita ou enviar alguma correspondência.

4. Métodos diversos
- Nicodemos (Jo 3.1-21)
Abordando a maior necessidade do pecador.
- Mulher samaritana (Jo 4.1-42)
Enfatizando algo melhor para a vida do pecador.
- Natanael (Jo 1.45-50)
Abordando peculiaridades da vida daquele com quem fa­lamos.

Leia também:

II APRESENTANDO A MENSAGEM DE MANEIRA APROPRIADA
1. Aproximar-se das pessoas no plano em que se encontram
Exemplos:
- Jesus pediu água à mulher samaritana, que fora tirá-la do poço (Jo 4.7).
- Filipe perguntou ao eunuco se ele entendia o que estava lendo (At 8.30).
-Ao doutor da lei, Jesus perguntou: “Que está escrito na lei? Como lês?” (Lc 10.26)

- O apóstolo Paulo ensinou:
“Porque, sendo livre para com todos, fiz-me servo de todos, para ganhar ainda mais. E fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivera debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei. Para os que estão sem lei, como se estivera sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei. Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para, por todos os meios, chegar a salvar alguns” (1 Co 9.19-22).

1) Ser atencioso
Jesus disse à mulher samaritana: “Disseste bem” (Jo 4.17).
2) Usar o tato
Para detectar a necessidade e saber aproximar-se das almas (1 Co 9.19-22).
3) Falar com convicção
4) Disse o apóstolo Paulo:
"... há de acontecer assim como a mim me foi dito” (At 27.25);
 “... eu sei em quem tenho crido e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele Dia” (2Tm 1.12).
5) Disse o ex-cego, curado por Jesus:      "... uma coisa sei, e é que, havendo eu sido cego, agora vejo” (Jo 9.25).
6) Disse Jó: “...eu sei que o meu Redentor vive...” (Jó 19.25).
7) Nunca discutir
“E ao servo do Senhor não convém contender, mas, sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor; instru­indo com mansidão os que resistem, a ver se, porventura, Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade” (2Tm 2.24-25).
8) Ser positivo
Expressar-se de maneira a não deixar dúvida.
“... Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa” (At 16.31).
"... Se, com a tua boca, confessares ao Senhor Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo” (Rm 10.9).
9) Usar sabedoria
“... O que ganha almas sábio é” (Pv 11.30). “Os sábios, pois, resplandecerão como o resplendor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas sem­pre e eternamente” (Dn 12.3).
Devemos usar a sabedoria divina:
-                                           na aproximação das pessoas (Rm 10.9);
-                                           nas palavras a pronunciar (Mt 10.16);
-                                           nos métodos a utilizar (Tg 1.5,6).

10) Dar ênfase ao Senhor e nunca à igreja
“E em nenhum outro há salvação, porque também debai­xo do céu nenhum outro nome há dado entre os homens, pelo que devamos ser salvos” (At 4.12).
“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” (Jo 14.6).
No diálogo travado entre Jesus e a mulher samaritana ve­mos um exemplo claro de que a ênfase do ganhador de almas deve ser dada ao Senhor Jesus, e nunca à igreja, a uma religião ou a um lugar (Jo 4.20-29).

11) Ter conhecimento da Palavra de Deus
“Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a Pala­vra da verdade” (2Tm 2.15).
“E que, desde a tua meninice, sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus” (2Tm 3.15).

12) Ter vida vitoriosa (Rm 12.1,2)
“Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (1 Jo 5.4). “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2.20).

13) Fazer o diagnóstico e aplicar o remédio (Mc 10.17-21)
“... Falta-te uma coisa: vai, e vende tudo quanto tens, e dá- o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem e segue-me” (Mc 10.21).

14) Ter perseverança
“Pela manhã, semeia a tua semente e, à tarde, não retires tua mão, porque tu não sabes qual prosperará; se esta, se aquela ou se ambas igualmente serão boas” (Ec 11.6); “... Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia” (Tg 5.7).

14. Depender totalmente do Espírito Santo (At 1.8)
O Espírito Santo capacita, unge e dirige a quem e quan­do falar. Na dependência do Espírito o ganhador de almas falará na hora certa, no lugar certo, para a pessoa certa, com a mensagem certa, e o que é mais importante — com o resultado certo.

15. Enfatizar a maior necessidade (Jo 3.1-3)
A necessidade do novo nascimento! “... aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus” (Jo 3.3);
"... aquele que não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus” (Jo 3.5).


 
Top