Anuncios

 

TEXTO BÍBLICO – Tessalonicenses 4.1-7
1 FINALMENTE, irmãos, vos rogamos e exortamos no Senhor Jesus, que assim como recebestes de nós, de que maneira convém andar e agradar a Deus, assim andai, para que possais progredir cada vez mais.
2 Porque vós bem sabeis que mandamentos vos temos dado pelo Senhor Jesus.

3 Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição;
4 Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra;
5 Não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus.
6 Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o SENHOR é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos.
7 Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação.
DESTAQUE
"Deus não nos chamou para vivermos na imoralidade, mas para sermos completamente dedicados a ele." (1 Ts 4.7)
LEITURA DEVOCIONAL
SEG.............................................................Lv 11.45
TER.............................................................2Co 3.18
QUA............................................................1Pe 1.15,16
QUI.............................................................1Ts 4.7
SEX.............................................................Rm 6.13,19 SÁB.............................................................1Co 6.19,20
DOM............................................................2Co 7.1
APRESENTAÇÃO
Caro professor, um ensino bíblico relevante aos jovens é aquele onde a mensagem é ensinada com criatividade. Dentre algumas características que podemos destacar nos jovens, a criatividade e o dinamismo são algumas que merecem nossa atenção. Jovens não gostam de monotonia; buscam coisas que trazem significados, mas de forma criativa e dinâmica. Jesus usou de criatividade para comunicar uma verdade profunda a mulher samaritana (Jo 4). Ele introduz no diálogo sobre a água a "água viva", uma água diferente cuja finalidade é saciar a sede da alma. Temos um universo enorme de coisas que podemos usar de forma criativa para comunicar o Evangelho aos jovens. Seja criativo; incentive criatividade de seus alunos.
NOVAS LIÇÕES – CLIQUE E LEIA:
- Lições de Jovens – Clique aqui
- Lições de Adultos - Clique aqui
- Lições de Adolescentes - Clique aqui
- Subsídios para lições de Adultos - Clique aqui
Para o cristão, a vida é um lugar santo, 'pois é por intermédio dela que acontece o verdadeiro culto a Deus. É por isso que o chamado à santidade não está somente circunscrito aos ambientes sagrados; ele se dá na vida, onde nos encontramos com o Deus santo. O Deus que nos salvou e nos tornou justos pelos méritos de Jesus Cristo também nos santificou para o seu serviço. Vejamos o que as Escrituras Sagradas têm a nos dizer sobre esse assunto: "ser santo".

FUI CHAMADO PARA SER SANTO!
Ao lermos o Antigo e o Novo Testamento percebemos que o Deus Santo convocou seu povo escolhido para ser santo (Lv 11.45; l Pé 1.15,16). O termo "santo" na Bíblia traz basicamente "a ideia de separação do uso comum para a dedicação a Deus e ao seu serviço". Ou seja, um Deus santo que quer ter comunhão com pessoas vem ao encontro delas por meio de Jesus e seu sacrifício na cruz, fazendo isso ser possível ao tornar puro o impuro e santo o ímpio. O apóstolo Paulo diz aos irmãos da cidade de Tessalônica que a vontade de Deus para vida deles é que sejam santificados (1Ts 4.7); eles deveriam ser completamente dedicados a Deus e ao seu serviço.
Desta forma, devemos atender ao chamado à vida santa que o Senhor nos convoca a viver. Tal chamado deve se expressar em nossa vida com atitudes concretas como, por exemplo, quando tomamos a iniciativa de curtir ou publicar algo nas redes sociais ou quando estamos distantes de nossos pais, mas na companhia de colegas da escola que tentam nos influenciar a fazer coisas equivocadas. Ser santo não é uma moda passageira, mas um compromisso de vida que veio para ficar, pois o Espírito Santo que habita em nós está nos transformando diariamente.

Em sua oração sacerdotal, em João 17, Jesus não pediu ao Pai que retirasse seus discípulos do mundo, mas que os livrasse do Maligno. Fica evidente que o chamado de Jesus à vida santa não é um isolamento nem tampouco uma conformação com o mundo. Ele nos chama para viver "no mundo" e, ao mesmo tempo, "não sermos do mundo". Não precisamos copiar o mundo para ganharmos pessoas para Cristo. O nosso poder de atração está exatamente em nossa diferença do mundo, pois como disse Jesus: "assim como eu não sou do mundo, eles também não são" (v.15,16). Bem como disse o pastor John Stott: "Não devemos preservar nossa santidade fugindo do mundo, nem sacrificá-la nos conformando a ele".

Não se esqueça: Jesus não morreu para comprar pessoas perfeitas, mas para perdoar pecadores e torná-los santos. O compromisso com o Deus Santo, de sermos seus santos, em um mundo nada santo, só é possível com a maravilhosa ajuda do Espírito Santo. Você foi chamado a ser santo! Então, seja santo porque o Senhor é santo.

AUXÍLIO TEOLÓGICO
"[...] Viver para agradar a Deus é a prioridade de todo cristão [...]. A frase 'esta é a vontade de Deus, a vossa santificação' refere-se a um processo que prossegue durante todo o período de vida de cada crente na Terra. Deus toma os antigos padrões e comportamentos e os transforma nos seus padrões e na sua vontade. Aqueles que estão sendo santificados aceitaram Cristo como Salvador e estão permitindo que o Espírito Santo trabalhe em suas vidas, tornando-os cada vez mais parecidos com Cristo. Porque Deus deseja que o seu povo torne santificado, os crentes precisam observar determinados padrões aqui na Terra. O cristianismo não é uma lista 'faço isso, não faço aquilo', mas sim um relacionamento no qual os crentes desejam agradar o seu Pai Celestial (2.4; 4.1). Agradá-lo exige obediência aos seus padrões" (Comentário do Novo Testamento Aplicação Pessoal. Vol. 2. Rio de Janeiro: CPAD, 2010, p.444).

O QUE É SANTIFICAÇÃO?
De acordo com os principais dicionários de Teologia a palavra santificação remonta a ideia de o ato divino tornar santa a pessoa que crê em Jesus. Após a conversão, momento em que somos convencidos pelo Espírito Santo acerca dos nossos pecados e entregamos nossa vida a Jesus Cristo, recebemos instantaneamente a libertação do pecado (Rm 8.1). Paralelamente, ocorre a libertação do poder do pecado, a santificação. Ou seja, o processo contínuo em que Deus, pelo Espírito Santo, retira de nós o pecado nos devolvendo à imagem do seu Filho (2 Co 3.18). A partir desse momento somos conduzidos dia após dia, até o arrebatamento, em vitória sobre o mundo (1Jo 5.4), sobre a carne (Rm 7.24,25) e sobre o Diabo (Tg4.7). No futuro seremos completamente livres da presença do pecado (Rm 8.18-23).

Ser santificado é ser separado do mal em todas as suas formas até a volta de Jesus. A obra do Espírito não cessa. Ele não só nos purifica, mas também nos ajuda a evitar o pecado. Nós somos convidados a cooperar com Ele nesse processo (Is 1.16; Rm 6.13,19; 2 Co 7.1; Fp 2.12; Tg 1.27).

Como é possível perceber, a santificação é tanto um fato ocorrido quanto um processo permanente; aconteceu no passado quando aceitamos a Jesus e continua acontecendo até o retorno do Senhor. A operação do Espírito Santo em nossa vida é algo instantâneo e ao mesmo tempo progressivo, partindo do coração para fora, do interior para a exte rior, da essência para a aparência. Somos santos em processo de santificação.
Que o processo de santificação iniciado pelo Espírito Santo alcance nossas relações com as redes sociais, com o namoro, com os pais, com os amigos na escola; bem como nosso espírito, alma e corpo a fim de que sejam inteiramente dedicados ao Senhor (l Ts 5.23), pois sabemos que sem a santificação ninguém verá o Senhor (Hb 12.14).

AUXÍLIO TEOLÓGICO
Definição de Santificação
A santificação é o processa mediante o qual Deus está purificando o mundo e os seus habitantes. Seu alvo derradeiro é que tudo, tanto as coisas animadas quanto as inanimadas, sejam purificados de qualquer mancha de pecado ou de impureza. Com essa finalidade, Ele tem proporcionado os meios de salvação mediante Jesus Cristo, e, no fim dos tempos, Ele pretende consignar ao fogo tudo quanto não pode ou não quer ser purificado (Ap 20.11-21.1; ver também 2 Pé 3.10-10), e assim tirar da Terra tudo o que é pecaminoso. A tarefa do Espírito Santo na presente etapa da história da salvação é quádrupla:
(1) levar o mundo à convicção,
(2) purificar o crente mediante o sangue de Cristo, no novo nascimento,
(3) tornar real na vida do crente o pronunciamento jurídico da justificação já feita por Deus e
(4) revestir o crente de poder, a fim de que este possa ajudar no processo de santificação de outras pessoas por meio (a) da proclamação do Evangelho ao descrente e (b) da edificação do crente" (HORTON, Stanley M. ed. Teologia Sistemática: Uma Perspectiva Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 2006, p.407).
NÃO FUI CHAMADO PARA "FICAR"!
Precisamos ter muito cuidado para não copiar as ações praticadas por pessoas de nosso tempo, que não demonstram nenhum tipo de compromisso com Deus e com os seres humanos. Uma dessas atitudes, sem sombra de dúvidas, é o famoso, concorrido, porém superficial e pecaminoso "ficar". Precisamos refletir sobre isso cuidadosamente.

Não há razão para dois adolescentes cristãos estabelecerem precipitadamente um relacionamento. Primeiro, porque eles devem priorizar os estudos para que tenham uma excelente formação. Depois, de acordo com as Escrituras Sagradas, o relacionamento entre homem e mulher visa constituir uma família diante de Deus (Gn 2.22-25; £f 5.31; cf. l Co 6.12-20; 7.8,9,32).

O termo "ficar" em nossa cultura "teen" atua! pode ser entendido como um ato des-compromissado entre duas pessoas de se beijarem ou realizarem algo mais sem nenhum interesse de manter vínculos emotivos duradouros. Aqui não se busca conhecer ou se tornar conhecido pelo outro, muito menos a preocupação com os sentimentos que possam vir a existir em f unção da experiência física e emocional vivenciada. Daí ser natural e corriqueiro ouvirmos expressões como: "foi apenas um beijo", "eu não quero nada com ele", "afila anda".

O conselho de Jesus aos seus discípulos vale perfeitamente para a ocasião: "façam aos outros o que querem que eles façam a vocês" (Mt 7.12). Certamente ninguém gostaria de ser tratado como um objeto descartável ou como um animal irracional e insensível. Afinal de contas, somos seres humanos dotados de capacidade para pensar, sentir e escolher. Deus nos criou para vivermos relacionamentos saudáveis. O seu corpo é templo do Espírito Santo (l Co 3.16; 6.19,20; 2 Co 6.16); você tem a mente de Cristo (l Co 2.14-16); o ser humano não nasceu para ser usado, mas para ser amado (jo 3.16; Rm 12.9,10). Portanto, e definitivamente, "ficar" não é atitude de quem serve a Deus e tem compromisso com o seu Reino.

AUXILIO DIDATICO
Professor, utilize o texto do pastor Ciro Zibordi para explicar que "quem 'fica' envolve-se em relacionamentos superficiais, sem compromisso, irresponsáveis, perigosos e pecaminosos. Entendo o quanto é difícil abrir mão de uma aventura a dois. Estar com alguém, sem compromisso, era tudo que eu queria em minha adolescência, antes de assumir um compromisso com Jesus. Na verdade, só o Senhor preencheu o vazio que havia dentro de mim, que me obrigava a buscarem outras opções de prazer, como o 'ficar' - este, então, não era um modismo, mas já existia. Os prazeres do mundo sempre parecem superiores aos que podem ser desfrutados na presença de Deus. Mas quando, de fato usufruímos da verdadeira comunhão com o Senhor, vemos quanto tempo perdemos por querer 'curtir' a vida" (ZIBORDI, Ciro Sanches. Adolescentes S/A: Coisas que rapazes e moças precisam saber. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2004, p.14).

RECAPITULANDO
Ser santo é um imperativo do Senhor para o seu povo, quer seja criança, adolescente, jovem, adulto ou idoso. Não há meio-termo, o escritor aos hebreus diz que sem a santificação ninguém verá o Senhor (Hb 12.14), pois é preciso ser completamente dedicado a Ele.
O fato de a santificação ser um processo contínuo realizado pelo Espírito Santo em nosso interior não nos dá o direito de continuar pecando irresponsavelmente (1Jo 3.9). Afinal de contas, viver para agradar a Deus é uma prioridade para todo cristão.
Refletindo
1. O que não significa ser santo para você? Resposta pessoal.
2. A santificação é um processo. Explique.
No Arrebatamento, quando teremos nossos corpos transformados e glorificados.
3. De acordo com a lição, aponte duas causas do porquê.; recomendado "ficar"? Resposta pessoal,!'

Revista de Adolescentes - Professor 4º Tr. 2016/Divulgação: www.sub-ebd.blogspot.com

Blog: Subsídios ebd
A ferramenta de Pesquisas e Estudos dos Professores e Alunos da Palavra de Deus" (www.sub-ebd.blogspot.com). 

 
Top