FECHAR
Clique e acesse
 

 É importante, a, apresentar algumas definições do que não e a salvação em Cristo:
1) Apenas ter uma religião com o nome de cristã. O que dizer dos seguidores do mormonismo, cujo nome da igreja é Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. São eles salvos por seguirem a uma religião “cristã”?
2) Apenas freqüentar ou tornar-se membro de uma igreja local. Uma coisa é pertencer a uma igreja, e outra é pertencer à Igreja.
3) Apenas ter e ler a Bíblia. Isso os católicos romanos fazem!

4) Apenas professar um credo religioso. Ser salvo é muito mais que adotar, seguir, abraçar dogmas.
5) Apenas praticar a “regra áurea” de Mateus 7.12. Boas obras não salvam ninguém (Ef 2.8,9).
6) Apenas aspergir um infante com “água benta”. Afinal, dependendo da idade da criança, sequer tem a capacidade de crer para a salvação (Mc 16.16a;
Rm 10.9).
7) Apenas batizar um adulto ou uma criança. Batismo não salva, mas destina- se a quem já é salvo (Mc 16.16b).
8) Apenas “confirmar” um adepto da sua confissão religiosa.
9) Apenas participar da Ceia do Senhor, ou da Eucaristia.
10) Apenas ter um irrepreensível código de conduta, bom testemunho, porte.
11) Apenas praticar sempre boas obras.
 
O que é salvação
É tudo o que Jesus realizou e ensinou para levar uma raça pecadora à comunhão com um Deus santo.
Trata-se da redenção do ser humano do poder do pecado (I Pe 1.18,19). É, ainda, a libertação do cativeiro espiritual (Rm 8.2). É a saída do pecador dentre o poder das trevas do pecado (Cl I.13). É, finalmente, é o retorno do exílio espiritual do pecador para Deus (Ef 2.13). Isso é salvação em resumo.
Como se vê, o homem não pode efetuar a sua salvação, nem ao menos ajudar nisso (Ef 2.8,9; Tt 2.11; Jn 2.9b). Daí ter dito o salmista: “A salvação vem do Senhor; sobre o teu povo seja a tua bênção” (SI 3.8).

A salvação é pela graça de Deus, e não por nosso esforço próprio, conquanto os salvos sejam chamados para a prática das boas obras (Ef 2.10).
A salvação é chamada de novo nascimento (Jo 3.5) e de ressurreição (Cl 3.1), Não obstante o pecador venha a desejar a “tão grande salvação”, é Jesus Cristo quem o ressuscita dentre os mortos no pecado e o faz nascer de novo.
Afinal, um bebê nada pode fazer para nascer, assim como um morto nada pode fazer para ressuscitar — toda ajuda tem de vir de fora.
Por Antonio Gilberto
 
Top