FECHAR
Clique e acesse
 

O poder de Deus para salvação está trabalhando em todo aquele que crê. No sentido estrito da palavra grega, os crentes não são salvos, mas estão no processo de serem salvos.
Paulo baseia a sua certeza da salvação final no fato de que “Cristo morreu por nós” (Rm 5.9-10). Enquanto isto, os crentes gemem e sofrem durante a espera pela redenção dos seus corpos, pois eles são “salvos em esperança” (8.23). Mas eles têm a ajuda do Espírito (Rm 8.26-27) até à consumação final da obra da salvação (Rm 13.11).

I. AS TRÊS PARTES DA SALVAÇÃO
Não é inapropriado pensar nela como tendo três partes, em relação ao passado, ao presente e ao futuro.
Quanto ao passado, o crente pode dizer, “eu fui salvo”.
Ele foi libertado da penalidade e da morte que são trazidos pelo pecado (Ef 2.1-10).
Quanto ao presente, ele pode dizer, “eu estou sendo salvo” (1 Co 1.18, RSV). Com a graciosa ajuda do Espírito Santo, ele está “trabalhando”, ou “desenvolvendo”, a sua salvação (Fp 2.12- 13).
Quanto ao futuro, ele pode dizer, “eu serei salvo” (5.9-10; 13.11). Ele está antecipando a ressurreição final e a consumação de todas as coisas (1 Co 15.19-26).


“A salvação é da penalidade, do poder, e da presença do pecado. E a Justificação, a Santificação, a Glorificação”. É no seu sentido mais abrangente que Paulo aqui fala do evangelho como o poder de Deus para salvação. Paulo sabe que uma obra foi posta em movimento, e permanecerá em movimento. “Tendo por certo isto mesmo...” ele escreveu aos Filipenses,"... que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao Dia de Jesus Cristo” (Fp 1.6).
Atenção!
A continuação deste Subsídio você encontra em nossa Revista E-book: Subsídios EBD. Clique aqui e peça a sua.

II. A SALVAÇÃO PARA JUDEUS E GREGOS (Rm 1.16)
Primeiro do judeu e também do grego ressalta a verdade de que a salvação de Deus é um presente totalmente gratuito. Tanto o judeu quanto o grego devem satisfazer as mesmas condições.
Ninguém deve pensar que o evangelho é somente para os gregos, enquanto os judeus devem encontrar a sua salvação por meio da lei. “Nem mesmo Abraão foi justificado pela lei.
Agora que a promessa está cumprida em Cristo, ela se aplica ‘primeiro ao judeu’, mas isto não quer dizer, de maneira alguma, que não se aplique aos gentios... o judeu, realmente ‘primeiro o judeu’, é chamado pela promessa de receber a nova justiça que Deus profere através de Cristo.
Mas o gentio é chamado de maneira igualmente verdadeira. Nenhum tem preferência sobre o outro”.

LEIA TAMBÉM:
III. O SIGNIFICADO DE SALVAÇÃO
1. Definições.
A doutrina bíblica da salvação é tecnicamente chamada de soteriologia. Entendida de forma ativa, a salvação é a obra completa de Deus que consiste em trazer homens do estado de pecado ao estado de glória através de Jesus Cristo.
Vários termos que designam a salvação ocorrem frequentemente ao longo da Bíblia Sagrada.
No Antigo Testamento, a raiz mais importante em hebraico é yasha', que significa Liberdade daquilo que prende ou restringe. Portanto, o verbo significa soltar, liberar, dar comprimento e largura a algo ou a alguém.
Os vários substantivos derivados desta raiz significam tanto o ato de libertar quanto o de resgatar (1 Sm 11.9), além de transmitir o estado resultante de segurança, bem estar, prosperidade (2 Sm 23,5; Sl 12.6) e de vitória sobre os adversários (2 Sm 23.10,12; Sl 98.1).
No Novo Testamento o verbo grego sozo e seus cognatos, soter, “salvador" e soteria, “salvação”, geralmente traduzem yasha‘ e seus respectivos substantivos.

No NT, o termo soteria só é encontrado em conexão com Jesus Cristo como Salvador, e não em qualquer sentido físico ou temporal.
A salvação traz a justiça de Deus para o homem, quando este cumpre a condição de ter fé em Cristo (Rm 1.16,17; 1 Co 1.21). A salvação baseia-se na morte de Cristo para a remissão dos pecados de acordo com os justos requisitos de um Deus santo e abençoador (Rm 3.21-26).
Em suma. Salvação (gr. soteria) significa “livramento”, “chegar à meta final com segurança”, “proteger de dano”. Já no Antigo Testamento, Deus revelou-se como o Salvador do seu povo (Êx 15.2; Sl 27.1; 88.1; ver Dt 26.8 nota; Sl 61.2; Is 25.6; 53.5).

A salvação é descrita na Bíblia como “o caminho”, ou a estrada através da vida, para a comunhão eterna com Deus no céu (Mt 7.14; Mc 12.14; Jo 14.6; At 16.17; 2Pe 2.21; At 9.2; 22.4; Hb 10.20).


Atenção!
A continuação deste Subsídio você encontra em nossa Revista E-book: Subsídios EBD. Clique aqui e peça a sua.
 
Top