FECHAR
Clique e acesse
 

Introdução.
A cidade natal de uma pessoa diz respeito onde esta pessoa nasceu. Natal refere-se ao nascimento. A cidade natal de Jesus aponta para a sua origem. Vejamos então!
I. A CIDADE NATAL DE JESUS.
1. Belém da Judéia.
A pequena cidade de Belém ficava cerca de oito quilômetros ao sul de Jerusalém. 
Segundo a previsão do profeta Miquéias, o Messias nasceria naquela cidade (Mq 5.2). O evangelista Mateus confirmou o cumprimento da profecia dizendo: 
E, TENDO nascido Jesus em Belém de Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do oriente a Jerusalém, Dizendo: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos a adorá-lo. E o rei Herodes, ouvindo isto, perturbou-se, e toda Jerusalém com ele (Mt 2.1-3)”.
Embora Jesus tenha nascido em Belém, foi criado e passou toda a adolescência em Nazaré, na Galiléia (Lc 1.26; 2.39,51; Mt 2.23).


2. Outras cidades com o mesmo nome.
Para distinguir essa cidade de outras, com o mesmo nome, Mateus acrescentou da Judéia. A terra de Israel estava dividida em quatro distritos políticos e inúmeros territórios menores.
A Judéia (também chamada de Judá) estava no sul, Samaria no meio, Galiléia no norte, e Iduméia no sudeste.
Jerusalém também estava na Judéia e era a sede do governo do rei Herodes.

3. O ano de nascimento de Jesus.
O primeiro calendário foi elaborado por Dionísio Exíguo, de Roma (no século VI) e adotado em todo o mundo predominantemente cristão. Com o surgimento de novas e mais precisas tecnologias para a medição do tempo, constatou-se que Dionísio errou em pelo menos 4 anos em relação ao mais antigo calendário romano. E os cálculos demonstram que Jesus teria nascido quase 5 anos antes do “Anno Domini” (ano oficial do nascimento do Senhor).
Ele nasceu nos dias do Rei Herodes. Esse Herodes (Mt 2.1), morreu no 4 a. C. Portanto, Sobre o nascimento de Jesus sabemos muito pouco. Conforme estudos o ano mais provável do nascimento de Jesus é 5 ou 6 antes da era cristã.
LEIA TAMBÉM – ARTIGOS DO MESMO AUTOR:

II. OS MAGOS PROCURA O MENINO NASCIDO EM BELÉM DA JUDÉIA.
Nesta época, chegaram a Jerusalém alguns sábios vindos das terras do oriente e pouco se sabe a respeito deles. Também chamados de magos (Mt 2.1,  ARC).

1. Quem era os magos?
Algumas versões trazem a expressão “magos”, mas em nossos dias essa palavra tem uma conotação estritamente mística e ocultista.
Esses homens eram provavelmente membros de uma classe religiosa culta, da região hoje chamada Irã, então chamada Pérsia. Especializavam-se na astrologia, na medicina e nas ciências naturais. Naquela época, a astrologia era uma ciência pura, que nada tinha a ver com a astrologia de hoje um ramo do espiritismo.
Eles podem ter pertencido a uma casta sacerdotal da Pérsia, mas não eram reis. A tradição diz que eram homens de elevada posição na Pártia, perto do local da antiga Babilônia (o livro de Daniel faz referência aos sábios da Babilônia; veja Dn 2.12,18; 4.6,18).

2. Três possibilidades a cerca dos magos.
a) Eles podem ter sido judeus que permaneceram na Babilônia depois do Exílio e conheciam as profecias do Antigo Testamento sobre a vinda do Messias.
b) Eles podem ter sido astrólogos orientais que estudaram os manuscritos do Antigo Testamento.
c) Eles podem ter recebido uma mensagem especial de Deus, que os levou diretamente ao Messias.
3. Quantos magos eram?
A opinião tradicional de que havia três sábios [ou magos] vem dos três presentes que foram dados a Jesus (Mt 2.11), mas a Bíblia não diz quantos sábios vieram.
A visita dos magos ocorreu quando Jesus tinha entre 40 dias e 2 anos de idade (Mt 2.16).
A importância deste fato é que:
(1) Jesus é digno de honrarias reais; e
(2) os gentios, e não somente os judeus, estão incluídos no plano divino da redenção (cf. 8.11; 28.19; Rm 10.12).

III. A ORIGEM DE HERODES E SEUS SUCESSORES
Herodes, o Grande, filho de Antipater (um romano) e Cipros (uma árabe). Antipater foi nomeado procurador da Judéia por Júlio César, em 47 a.C.

Herodes se tornou governador da Galiléia quando tinha 25 anos e foi nomeado rei da Judéia em 37 a.C.

Herodes não era o herdeiro legítimo do trono de Davi; ele reinava por indicação de Roma. Muitos judeus odiavam Herodes por ser um usurpador.
Herodes, recebeu do Senado romano, o título de “rei da Judéia” e, por isso, ficou conhecido como “rei dos judeus”.

Ele reconstruiu o templo judeu (Jo 2.20). Seu projeto mais famoso foi a reconstrução do templo de Jerusalém (Mt 24.1). Somente esse projeto consumiu várias décadas e só foi concluído muito tempo depois da morte de Herodes (Jo 2.20).

Depois da sua morte, em 4 a.C., seu reine foi dividido. Seu filho Herodes Antipas reinou sobre a Galiléia e a Peréia de 4 a.C. até 39 d.C. (Lc 3.1,2).
Foi este Herodes (o Antipas) que matou João Batista. Herodes Antipas, era o tetrarca (em grego tetrarches [Mt 14.1]), ou seja, “aquele que rege uma quarta parte do império”, no caso, a quarta parte da Palestina, mais a Galiléia e a Peréia, que foi herança de seu pai Herodes, o Grande (Mt 2.1,22).

Outro filho, Arquelau, foi nomeado governante da Judéia e de Samaria (Mt 2.22). Ele é chamado de "Filipe' em Mateus 14.3. Filipe foi sucedido por Herodes Agripa I. em 37 d.C Em 40 d.C, ele passou a governar sobre todo o antigo território de Herodes o Grande. Ele é mencionado em Atos 12. Foi sucedido por Herodes Agripa II (At 25.13; 26.32).

1. A crueldade de Herodes
a) Herodes, o grande – o matador de crianças (Mt 2.16-18).
Durante seu reinado (de 39 a.C. a 4 a.C.) mandou matar todas as crianças de Belém, de até 2 anos de idade. Nessa época Jesus estaria em seu segundo ano de vida.
Herodes era cruel e astuto. Amava a opulência e os grandes projetos arquitetônicos, e muitas das mais estupendas ruínas que podem ser vistas no Israel moderno datam dos dias de Herodes, o Grande.

IV. DINASTIA HERODES
Quatro gerações diferentes de pessoas, todas com o título da dinastia Herodes, aparecem nos Evangelhos e em Atos.
1. Herodes, o Grande, da Iduméia.
Este foi o primeiro grande rei-vassalo de Israel, depois do domínio de Roma. Reinou de 37 a 4 a.C. (Mt 2)
2. Antipas.
Este é o Herodes que aparece durante a idade adulta de Jesus, quando Cristo exercia seu ministério.
Como tetraca  da Galiléia (Lc 3.1;At 13.1;Mc 8.15), Herodes Antipas governou de 4 a 39 d.C.
Jesus repreendeu Herodes “à revelia”, ao chama-lo de “ aquela raposa” (Lc 13.31-33), e foi levado à presença dele quando Pilatos tentou sem sucesso evitar a exigência dos líderes judeus pela crucificação de Cristo (Lc 23.6-16).
3. Agripa I.
Este era filho de outro irmão de Atipas, chamado de Aristóbulo; portanto, neto de Herodes, o Grande.
Este foi o governador da Galiléia até 44 d.C. Foi ele quem mandou execultar Tiago, o filho de Zebedeu, e determinou a prisão de Pedro, em Atos 12; logo depois foi ferido mortalmente por um anjo do Senhor e morto comido pelos vermes (At 12.19-23).
4. Agripa II.
Este era filho de Agripa I. Ele foi o governador que ouviu a defesa de Paulo em Cesaréia, entre 57 e 59 d.C. (At 25.13-26.1-32).

Conclusão
Sete séculos antes o profeta Miquéias havia dado a exata localização do nascimento do Messias (Mq 5.2), e Mateus citou várias vezes os profetas do Antigo Testamento para mostrar que Jesus cumpria perfeitamente as profecias a respeito do Messias.
Os líderes religiosos judeus entendiam que o Messias iria nascer em Belém da Judéia e esse era um fato muito conhecido de todos os judeus (Jo 7.41,42). Ironicamente, quando Jesus nasceu, esses mesmos líderes religiosos se tornaram o Seu maior inimigo. Quando o Messias, por quem tinham estado esperando finalmente chegou, eles não quiseram reconhecê-lo.

LEIA TAMBÉM – ARTIGOS DO MESMO AUTOR:

Por: Jair Alves
Referencias bibliográficas:
- Comentário do N.T. Aplicação Pessoal, Ed. CPAD.
- Versão Bíblica: ACF
- Bíblia King James Atualizada
- Bíblia de Estudo John Mac Athur
- Bíblia de Estudo Pentecostal
- P. Gardner, QUEM É QUEM NA BÍBLIA, Ed. Vida, 1999
Colunista do Subsídios EBD
Evangelista Jair Alves – ministro da Igreja Assembleia de Deus
Contatos e /ou convites para estudos bíblicos: E-mil: jairalves13@live.com
 
Top