FECHAR
Clique e acesse
 

Obs. Lições Bíblicas de Adolescentes – 2°tri. De 2016 – CPAD
TEXTO BÍBLICO
Texto Bíblico: Mateus 19.1-12
DESTAQUE
"Assim já não são duas pessoas, mas uma só. Portanto, que ninguém separe o que Deus UNIU (Mt 19.6).

Trocando ideias

Quem nunca passou por conflitos? Você já entrou em conflito com algum amigo? Dentro da nossa família também acontecem conflitos, e, às vezes, entre os nossos pais. Vamos entender um pouco as coisas e saber como podemos ajudar nossos pais neste momento. Afinal, como você resolve os conflitos com seus amigos?
LEIA TAMBÉM:
ESTUDANDO A BÍBLIA
O tema desta lição é muito delicado para abordar, pois vivemos em uma sociedade que tem alterado o conceito de família, ao mesmo tempo em que vemos outras organizações familiares surgindo. Hoje, vamos estudar sobre a separação entre os pais e como você deve agir nesta situação tão delicada, sendo uma referência do amor de Deus na sua família.

ENTENDENDO A VONTADE DE DEUS PARA A FAMÍLIA
Como vimos em lições anteriores, o chamado do homem a se unir a uma mulher e formar com ela uma única pessoa (Gn 2.24) é o ponto de partida para formação da família. Isso não foi feito por coincidência, mas pela vontade de Deus, como ratificada por Jesus: "Assim já não são duas pessoas, mas uma só. Portanto, que ninguém separe o que Deus uniu" (Mt 19.6). A vontade de Deus para um casal é que não haja a separação, e mais, como pode uma única pessoa ser divida em duas sem perder a vida?

A expressão bíblica sobre a unidade familiar implica diversos problemas que uma possível separação causa na família, o mais terrível é o rompimento da unidade familiar que, sabemos, é o lugar para habitar o amor de Deus derramado sobre nós. A vontade de Deus é que essa união seja indissolúvel, e que ela cumpra seu papel diante do mundo e derrame as bênçãos de Deus sobre os membros dessa família.
 
Clique e acesse
COMPREENDENDO A REALIDADE DA SEPARAÇÃO
Os casos de separação na família têm aumentado em nossa sociedade, inclusive no meio evangélico.
Por um lado, nossa sociedade começa a deixar de lado o conceito de família; por outro, dentro do meio evangélico, vemos um crescimento do egoísmo e do reflexo do imediatismo até mesmo para tomadas de decisões tão críticas sem pensar, sem levar em consideração o contexto familiar que será afetado com uma separação, principalmente os filhos. Os filhos, que não possuem culpa nessa situação, normalmente são os que mais sofrem.

Infelizmente vivemos em um mundo marcado pelo pecado, o que acaba por embaçar a imagem original da perfeita criação de Deus para o nosso mundo, e isso inclui a família. O próprio Jesus nos deu um aviso quanto ao viver nesse mundo. Sim, Ele nos falou que teríamos vida em abundância (jo 10.10), mas Ele também deixou bem claro as "regras do jogo": "... No mundo vocês vão sofrer; mas tenham coragem. Eu venci o mundo" (jo 16.33).

São diversos tipos de problemas familiares que podem causar o sofrimento da família e podem levar ao processo de uma separação dos pais e a sua consumação. Nas Escrituras, vemos Jesus falando que um dos problemas principais para o acontecimento de uma separação é a dureza do coração humano (Mt 19.8).

As vezes nossos pais são os que possuem o coração mais endurecido. Mas o que podemos fazer?

SEPARAÇÃO, E AGORA?
Você pode ser uma pessoa usada por Deus para alterar o rumo da situação da separação, e com a ajuda de Deus, retomar a comunhão na sua família. Em primeira instância, ore ao Senhor, peça direção e sabedoria, pois cada palavra falada pode gerar vida, mas também pode gerar morte. Por isso, use as palavras com cuidado e na hora certa. Saiba que há momentos em que o silêncio é a melhor opção. Lembre-se sempre: você deve honrar e obedecer aos seus pais, não importando a situação (Ef 6.1-3).

Uma conversa franca com os dois pode ajudar efetivamente a esclarecer o caso; e uma entrega verdadeira pode fazer o desencontro Nossa comunidade crista tem como objetivo ajudar para seguirmos juntos fielmente no caminho do nosso Senhor.
Entretanto, nem sempre a reconciliação é possível. Nem por isso o seu pai deixou de ser o seu pai ou sua mãe deixará de ser a sua mãe. Cabe a você respeitá-los em suas escolhas, obedecê-los e honrá-los. Sobre o resto, entregue tudo nas mãos de Deus, pois o melhor Ele fará (SI 37.5).

CONCLUSÃO
No processo de separação o melhor é sempre ter um coração disposto a ouvir e a perdoar, orando e buscando ser reflexo do amor de Deus. Seja você um verdadeiro servo ajudando a manter a comunhão e a harmonia em sua família. Ao falar com os seus pais, lembre-se: "A resposta delicada acalma o furor, mas a palavra dura aumenta a raiva" (Pv 15.1).

tornar-se encontro fecundo de reconstrução da família. Procurar auxílio especializado para resolução de conflitos familiares pode ser uma boa alternativa, só não é melhor do que o perdão.

A esmagadora maioria dos conflitos familiares pode ser resolvida com a conversa e com a liberação do perdão. Uma conversa franca com o pastor de sua igreja e a sua esposa, ou com uma família de amigos de confiança, pode ser a mão de Deus agindo para restaurar a família, afinal, Deus nos colocou lado a lado para que pudéssemos ajudar uns aos outros.

O que é? O que é?
Tem 8 letras, é contrário a vontade de Deus e muitas famílias tem vivido essa situação:


REFLETINDO
1- QUAL O PONTO DE PARTIDA PARA A FORMAÇÃO DA FAMÍLIA?
2- QUAL É A VONTADE DE DEUS PARA O CASAMENTO?

3- MUITAS FAMÍLIAS TÊM PASSADO PELA SITUAÇÃO DE SEPARAÇÃO. QUE TAL DIDICAR UM TEMPO DE ORAÇÃO EM PROL DESSAS FAMÍLAIS?
 
Top