Classe: Adolescentes/1°trimestre de 2017
TEXTO BÍBLICO
Isaias 65.17; 66.22; Apocalipse 21.1 
DESTAQUE
Porém Deus prometeu, e nós estamos esperando um novo céu e uma nova terra, onde tudo será feito de acordo com a vontade dele (2 Pe 3.13).

LEITURA DEVOCIONAL
SEG.................................................................Rm 8.19-23
TER.................................................................Mt 25.31-46
QUA..................................................................Ap 21.1-5 QUI...................................................................At 1.1-3
SEX.................................................................Is 6.22
SÁB.................................................................Is 65.17
DOM..............................................................1Coo 15.42-55

Objetivos
Explicar o estado da Criação;
Destacar a restauração da Criação;
Ressaltar o milagre da glorificação do corpo.

Material Didático
Cartaz, lousa, slides'. 
 
Quebrando a Rotina
Professor, reproduza as afirmações abaixo, e inicie a lição, discutindo com os alunos que a nossa esperança para a cura do mundo está na intervenção de Jesus Cristo e no estado eterno do Reino: "A Ressurreição de Cristo é a principal doutrina do Novo Testamento." "A Ressurreição de Cristo não foi apenas espiritual, mas integral." "A Ressurreição de Cristo é o evento central para estabelecer a dou­trina da restauração da Criação e do ser humano." "A Ressurreição de Cristo confirma que não devemos esperar por Ele' apenas para esta vida." "A Ressurreição de Cristo é a esperança da Igreja."
Leituras sugeridas – Clique e leia:

ESTUDANDO A BÍBLIA
Tudo novo! A Criação, o ser humano e tudo o quanto precisa ser restaurado por Deus, aguarda ansiosamente a renovação de todas as coisas. A melhor palavra que se encaixa para nós, que habitamos um mundo caótico, é utopia. Muitos não acreditam ser possível, um dia, o ser humano achar o verdadeiro significado da vida. Quando ele vir o seu Senhor chegando, em Glória, seja para ser justificado ou condenado, o homem saberá que um novo tempo se instalará na humanidade. É o estado de graça, de amor, de justiça e de verdade será instaurado para todo sempre, de eternidade em eternidade.

O advento do pecado fez a Terra ficar doente e devastada pela ambição humana. Um descontrole total do clima, das cidades, da vida social das pessoas. Angústias, solidão, medo, ansiedade e tristeza são companheiras inseparáveis de quem estuda, trabalha, dedica-se a alguma atividade. Além de diariamente lutar para sobreviver, as pessoas têm de enfrentar a própria natureza dilacerada pelas muitas decepções. O ser humano e o meio ambiente estão em crises.

Olhe ao seu lado, colegas aborrecidos com alguma coisa, chateados talvez por um mal-entendido, pode ser com você ou com outros. A incompreensão entre adolescentes é medonha, parece que ninguém se entende. Quando estás sozinho ou sozinha então a vontade é de chorar, gritar para os quatro cantos do mundo: eute odeioooou!
Mas odeia quem? Como e por quê? A raiva tomou conta do coração e da sua mente levando você ao completo descontrole emocional. Sim, eu sei que esta é uma característica normal da sua faixa-etária, mas assim está o mundo, a humanidade e a juventude. Viver assim sistematicamente não é normal!

Leia com atenção o texto de Romanos 8.19-23: "O Universo todo espera com muita impaciência o momento em que Deus vai revelar o que os seus filhos realmente são. Pois o Universo se tornou inútil, não pela sua própria vontade, mas porque Deus quis que fosse assim. Porém existe esta esperança: Um dia o próprio Universo ficará livre do poder destruidor que o mantém escravo e tomará parte na gloriosa liberdade dos filhos de Deus. Pois sabemos que até agora o Universo todo geme e sofre como uma mulher que está em trabalho de parto. E não somente o Universo, mas nós, que temos o Espírito Santo como o primeiro presente que recebemos de Deus, nós também gememos dentro de nós mesmos enquanto esperamos que Deus faça com que sejamos seus filhos e nos liberte completamente" (NTLH). O texto afirma que o Universo, isto é, a Criação sofre e está gemendo como quem tem dores de parto, debaixo de uma ganância insana do ser humano. Mas não só o meio ambiente; nós também sofremos a todo o momento com o resultado das nossas escolhas erradas. Em meio a este sofrimento, descontrole e escravidão do pecado é que a Bíblia faz brotar uma promessa de Novos Céus e Nova Terra.
 
Tudo será Novo
A Bíblia diz que um dia o que é novo tomará o lugar do antigo, após o julgamento final, em que Deus fará justiça em relação a todos os seres humanos (Mt 25.31-46). Quem é do seu precioso Reino entrará no descanso eterno de Deus, quem não é do seu Reino será afastado, dispensado para sempre do propósito divino. No momento em que o Senhor julgar e condenar pessoas que não se arrependeram dos seus pecados, das suas rebeliões e do seu egoísmo, o projeto dos Novos Céus e Nova Terra será inaugurado. O apóstolo João, em visão na Ilha de Patmos, viu a Nova Terra diferente da atual (Ap 21.1). Não haverá mais assombro, instabilidade e perigo. Aterra será perfeita e a paz será a sua principal característica. O equilíbrio retornará ao meio ambiente. Este será outro, completamente recuperado e restaurado. A Criação não gemerá mais como quem tem dores de parto, mas se alegrará como o escravo que acabou de ouvir: estás livre, podes ir!

AUXILIO TEOLÓGICO
Professor, Esperança é a palavra-chave deste tópico, pois "Deus é revelado na Bíblia como o Deus da esperança que nos outorga paz e alegria à medida que confiarmos nEle (Rm 15.13). A garantia da esperança do crente é dupla: o amor de Deus que enviou Jesus para morrer em nosso lugar (Rm 5.5-10) e os atos poderosos do Espírito Santo que nos levam a 'abundar em esperança pela virtude do Espírito Santo'. Dessa maneira, o Espírito Santo que nos batiza e nos dá a sua plenitude é o penhor da nossa esperança' (Ef 1.14)" (Teologia Sistemática: Uma Perspectiva Pentecostal, CPAD, 2007, p.570).

Corpo glorificado
Nós teremos um corpo glorificado. Na mesma proporção que o universo será restaurado por Deus, o nosso corpo igualmente o será. Não teremos mais as marcas do sofrimento, do choro, da dor, da pobreza, da miséria, do mal e de tantas outras coisas que faz os seres humanos sofrerem. Como se dará esta transformação não sabemos, mas será algo semelhante ao corpo glorificado de Jesus de Nazaré após a sua ressurreição quando esteve com os discípulos durante 40 dias ensinando sobre o Reino de Deus (At 1.1-3). O apóstolo Paulo explica-nos também sobre a realidade de um novo corpo, uma nova dimensão de corpo transformado (l Co 15.42-55).

A nossa esperança está em saber que não estamos sozinhos neste mundo. Ainda que estes Novos Céus e Nova Terra não sejam ainda realidade para nós, o Reino de Deus está operando em nossos corações. Então, enquanto os Novos Céus e Nova Terra não acontecem, somos convidados por Cristo a andar em esperança procurando mudar a nossa realidade local. Podemos começar pela nossa família. O que de novo levaremos para a nossa família, amigos, colegas, meio ambiente e tantas outras coisas? Vivamos o novo de Deus, tenhamos a bendita esperança dos apóstolos e creiamos na verdade da palavra proferida pelo apóstolo do amor: "Agora faço novas todas as coisas!" (Ap 21.5).

AUXÍLIO TEOLÓGICO
Senhor e Cristo
Que espécie de Cristologia temos em Atos 2.22-36? Pedro inicia lembrando aos judeus o poder de Jesus para operar milagres, conhecido de todos eles. Era importante. A caracterização feita por Paulo - "Os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria' (1 Co 1.22) -é exata para os dois povos. Mas, como em qualquer afirmação confiável sobre Jesus, Pedro passa rapidamente a falar a respeito da sua morte - Ele foi crucificado, mas Deus o ressuscitou dentre os mortos! Pedro e muitos outros eram testemunhas desse fato. Em seguida, Pedro oferece uma explicação detalhada da ressurreição e de alguns textos do Antigo Testamento que a profetizavam. Empregando hermenêutica séria, comprova que o Salmo 16 não pode ser aplicado somente a Davi, mas certamente também a Jesus (At 2.29,31)" (Teologia Sistemática: Uma Perspectiva Pentecostal, CPAD, 2007, p.306).

Recapitulando
Na lição desta semana estudamos sobre a condição do planeta, do meio ambiente e do ser humano no mundo atual. Vimos à luz de Romanos 8.19-23, que a situação do planeta e do ser humano não é nada boa. Vivemos dias difíceis e maus. Por isso, neste contexto de pessimismo é que a promessa de Novos Céus e Nova Terra ganha um significado profundo para aqueles que creem na Vinda do Filhado Homem. Quando esta realidade se der, então o mundo e a criação serão completamente restaurados; o ser humano, composto de outra natureza e agora glori­ficado. Mas enquanto não vivemos a íntegra desta promessa, podemos fazer novo aquilo que está ao nosso alcance: a nossa família, a nossa amizade, a nossa escola, etc.

Refletindo
1. Qual o principal problema social enfrentado pela sua igreja? Resposta livre.
2. Em sua opinião, o que a igreja local poderia fazer para amenizá-lo?
Resposta livre.
3. Novos Céus e Nova Terra significam outros mundos ou a restau­ração do atual?
Ressaltar que a Bíblia nos mostra que Deus fará um novo mundo a partir deste pelo qual vivemos. Neste sentido, o mundo será restaurado, ou melhor, transformado; como acontecerá com o nosso corpo.

Revista de Adolescentes - Professor 1º Tr. 2017 - CPAD/Reverberação: www.sub-ebd.blogspot.com
Acesse Aqui o Curso para Professores da EBD
 
Top