FECHAR
Clique e acesse
 

Lição Bíblica de Adolescentes
Trimestre: 2° de 2017
Editora: CPAD
Revista do Professor
Reverberação: Subsídios EBD
Outras Lições: Acesse Aqui
TEXTO BÍBLICO
Juízes 16.15-22
Destaque
" [...] — O meu cabelo nunca foi cortado! — disse ele. — Eu fui dedicado a Deus como nazireu desde que nasci, Se o meu cabelo for cortado, perderei a minha força, ficarei fraco e serei como qualquer um" (Jz 16.17).
Leituras sugeridas – Clique e leia:

LEITURA DEVOCIONAL
SEG...................................................................1Jo 2.17
TER...................................................................Tg 1.15
QUA................................................................. ....1Jo 2.15 QUI......................................................................2Tm 1.9
SEX......................................................................Sl 55.22
SÁB.....................................................................1Pe1.16
DOM.................................................................2Co 5.7
Objetivos
Exporás consequências da desobediência a Deus;
Fazer a reflexão sobre as escolhas que fazemos;
Estimular a obediência à vontade de Deus.
Material Didático
Professor, seguindo Natividade indicada na seção "Quebrando a rotina", elabore e leve pronto para os alunos um roteiro em tópicos. Distribua para cada grupo a fim de nortear os alunos na dinâmica sugerida.
Quebrando a Rotina
Professor, ao final da lição, promova uma dinâmica com os alunos. Divida q sala em dois grupos e simule um tribunal, onde você será o juiz. Os dois grupos serão nomeados acusadores e defensores de Sansão. O orador do grupo do acusadores, escolhido previamente pelos alunos, levantará às acusações contra Sansão e afirmará que ele não terá perdão. Semelhantemente, o grupo dos defensores defenderá o jovem juiz.

Dê 10 minutos para os alunos se organizarem. Imprima os tópicos dos argumentos de ambos os grupos, e leve-os para que os alunos acusem e defendam Sansão. Essa atividade despertará o senso crítico deles, e você, professor, como o juiz da brincadeira, poderá orientá-los à luz da Bíblia. Para isso, planeje cuidadosamente a aula, conciliando o tempo para ministrar a lição com a dinâmica.
 
ESTUDANDO A BÍBLIA
O assunto desta lição é importante para os nossos adolescentes refletirem acerca de seus atos. Alguns temas como "escolhas profissionais", "vida sentimental", "obediência aos pais", "vida cristã", "consequências do pecado" precisam ser tratados com os adolescentes à luz das Escrituras Sagradas. A presente lição é uma boa oportunidade para isso.

Sansão foi escolhido desde o ventre de sua mãe. Ele fora uma promessa da parte de Deus para seus pais, pois sua mãe era estéril. Embora o Altíssimo tenha exigido separação completa de Sansão, através do voto de nazireu, o jovem juiz fez escolhas erradas ao longo da vida. Foi uma pessoa de um futuro brilhante pela frente, mas que morreu precocemente. O motivo: a consequência dos seus pecados. Por isso, professor, o seu papel é fundamental na vida dos seus alunos. Você é um formador de opinião, e como professor da Escola Dominical, Deus o chamou para zelar pela vida dos adolescentes de sua igreja local. Portanto, ensine-os, oriente-os e acompanhe-os quanto às escolhas certas para uma vida reta diante de Deus e diante dos homens.

Sansão foi escolhido por Deus antes mesmo de nascer. Dado como promessa a seus pais, visto que sua mãe era estéril e não podia ter filhos, Sansão foi um grande líder e juiz do povo de Israel para combater os filisteus. Porém, seus erros e sua desobediência a Deus refletiram diretamente em seu destino que, infelizmente, não foi dos melhores. Aprenderemos nessa lição que devemos ter cuidado com nossas escolhas e levar a sério o chamado que Deus colocou em nossas mãos.     

O menino será nazireu

Havia em Israel um homem chamado Manoá, cuja esposa era estéril (Jz 13.2). Certo dia, o Anjo do Senhor apareceu à esposa de Manoá e lhe prometeu um filho (jz 13,2-5). Como Manoá não estava com ela, orou ao Senhor, pedindo que Deus enviasse o Anjo novamente (Jz 13.9-11). Apesar de o Anjo já ter dado várias informações acerca de como o filho do casal deveria ser criado, Manoá solicitou e Ele as repetiu (Jz 13.12-14). Na verdade, as recomendações acerca da criação do menino, do voto que deveria fazer de não se contaminar com algumas coisas e viver uma vida separada e consagrada a Deus, diziam respeito ao fato de ele ser um nazireu, ou seja, alguém consagrado exclusivamente a Deus (cf. Nm 6.1-21). Porquanto, havia um plano divino para que Sansão se tornasse Juiz em Israel e libertasse o povo das mãos dos filisteus em cujo domínio estava há quarenta anos (jz 13.1). O tempo passou, Sansão cresceu e Deus o abençoou. O Senhor era com ele de forma diferente, pois o jovem Sansão era dotado de grande força.

O segredo da força de Sansão

A Bíblia nos conta uma grande história de um herói incomparável. Ele não tinha superpoderes alienígenas, recursos secretos ou armas ultratecnológicas como os heróis dos filmes americanos. Porém, Sansão tinha o Espírito de Deus e sua força vinha dEle. Desse modo, Sansão rasgou um leão ao meio (Jz 14.5,6), matou mil homens com apenas a queixada de um jumento (Jz 15.15), carregou as portas de uma cidade nos ombros (Jz 16.3) e derrubou o templo de Dagom, o deus dos filisteus (Jz 16.30). Todavia, ao longo da história de Sansão, encontramos vários fatos que mostram que o jovem agia por conta própria, por seus impulsos, a fim de satisfazer seus desejos. Andava "por vista", e não por fé (2 Co 5.7).

Como um nazireu, Sansão jamais poderia tocar num morto como fez com o leão que havia matado, para pegar mel de um enxame de abelhas que se alojou na carcaça do animal (Jz 14.8,9). Também bebia e participava de banquetes (Jz 14.10), desobedecendo à ordem divina de que não poderia beber vinho ou qualquer bebida forte. Deitava-se com prostitutas (Jz 16.1) e era fraco com as mulheres, pois tudo quanto pediam, ele fazia, até mesmo confessar um segredo que pertencia somente a Deus (Jz 14.17; 16.17).

TEXTO DO PROFESSOR
 
O fracasso espiritual de Sansão
O Senhor abençoou a Sansão e o revestiu do poder do Espírito (13.24,25; 14.6,19; 15.14), mas ele cometeu erros fatais que o levaram ao fracasso espiritual e à morte física. Entre esses erros estão os seguintes:
1. Não se firmou na Palavra de Deus.
Demonstrou falta de interesse e de respeito para com os mandamentos de Deus, e desprezou totalmente a lei de Deus quanto ao casamento misto (Êx 34.16; Dt 7.3; Gn 24.3,4; 26.34,35).
2. Não fez caso do ensino que seus pais lhe transmitiram da parte de Deus, e abandonou os princípios bíblicos de vida, para fazer a sua própria vontade (13.5,8,14,24,25).
3. Diferentemente de Moisés, que escolheu sofrer adversidades com o povo de Deus, ao invés de desfrutar dos prazeres passageiros do pecado (Hb 11.25), Sansão decidiu liberar suas emoções e atender seus desejos de maneira desagradável a Deus (14.3; 16.1,4; 15.7).
4. Visando ao proveito e à vantagens pessoais, menosprezou os dons e o poder que Deus lhe concedera" (Bíblia de Estudo Pentecostal. CPAD, 1995, p.407 - Nota).

Dalila: sua grande ruína
Como já foi dito, Sansão era um jovem que vivia por "vista". Quando foi escolher uma esposa, embora seus pais o tenham aconselhado, o jovem escolheu pela aparência: "Mas o seu pai e a sua mãe responderam: — Por que é que você foi procurar mulher no meio dos filisteus, aquela gente que não pratica a circuncisão? Será que você não podia achar mulher no meio dos nossos parentes ou entre o nosso povo?
Mas Sansão disse ao seu pai: — E aquela a moça que eu quero. £ dela que eu gosto" (Jz 14.3). E então casou-se com a jovem filisteia, pertencente aos inimigos do seu povo.

Posteriormente, Sansão conheceu Dalila, por quem se apaixonou (Jz 16.4). Como os filisteus temiam muito a Sansão, incansavelmente eles tentavam descobrir o segredo de sua força.  E Dalila foi uma das principais aliadas dos filisteus para derrubar Sansão.

A missão de Dalila era descobrir o segredo da força de Sansão, e assim, amarrá-lo, a fim de que os filisteus o capturassem. Sansão enganou Dalila por três vezes conforme narrado em Juízes 16. Porém, a mulher fez um apelo emocional (Jz 16.15,16), até que Sansão declarou a ela o segredo de que nunca havia cortado o seu cabelo (Jz 16.17). Com isso, ele foi amarrado por ela, e suas tranças cortadas. Tendo Dalila imediatamente comunicado aos príncipes dos filisteus (Jz 16.18,19).

Sansão não imaginava que o Espírito do Senhor já havia se retirado dele, e assim foi levado preso por seus inimigos (Jz 16.20,21). A questão não é que a força de Sansão estava em seu cabelo, e, sim, o fato de ser um nazireu, e de ter sido consagrado a Deus antes mesmo de nascer, sendo o voto de não cortar o cabelo, parte desse compromisso (Nm 6.5). Por isso, devemos servir a Deus verdadeiramente, vigiando para não cometermos os mesmos erros que Sansão.

AUXÍLIO DIDÁTICO
Caro professor, este é o momento da aula que você pode realizar um diálogo mais aberto com seus alunos e aconselhá-los acerca do risco que correm ao iniciarem um relacionamento amoroso tão cedo. Embora comecem namorar nesta fase da vida, é necessário que seus alunos entendam que "Tudo neste mundo tem o seutempo" (Ec 3.1).

Geralmente, nesta etapa, o adolescente deve se preocupar com os estudos, a fim de alcançar uma profissão melhor. Sem contar o zelo pela vida espiritual. Nesta fase, o adolescente deve encher-se do Espírito Santo, a fim de não ceder às propostas que Satanás traz ao seu encontro, objetivando desviá-lo do Caminho da Verdade. Além disso, um namoro prematuro pode ocasionarem responsabilidades que o adolescente ainda não está preparado para assumir, como por exemplo, uma gravidez inesperada.
Portanto, amigo professor, além da questão do pecado, enfatize aos seus alunos com respeito ao risco que correm, caso antecipem a prática sexual em uma fase da vida que é de crescimento e amadurecimento. Após mencionara assunto, deixe que eles expressem o que pensam a respeito, e em seguida, aconselhe-os de acordo com a Palavra de Deus, citando o exemplo da indiciplina de Sansão e as consequências que lhe sobrevieram.

Tarde dentais para fazer as escolhas certas

Os filisteus promoveram uma festa a fim de que pudessem finalmente zombar de Sansão (jz 16.23). Levado prisioneiro ao templo do deus Dagom, Sansão agora estava fraco, e com os cabelos cortados, sem sua força, humilhado e, principalmente, sem o seu Deus. Talvez, neste momento, um filme passou em sua mente e ele se lembrou de todos os seus atos, suas escolhas erradas, e todas as vezes que não zelou e não levou a sério o voto feito a Deus. E então, arrependido de tudo, Sansão clamou ao Senhor que lhe desse forças naquele momento para que pudesse derrubar as colunas daquele templo, e matar os filisteus pagãos ali reunidos. E assim aconteceu (Jz 16.28-30).

Conclusão
Aprendemos que Sansão, embora fosse escolhido e separado por Deus desde o ventre de sua mãe, não valorizou os talentos que o Senhor lhe deu. Além do mais, não foi obediente quanto ao voto do nazireado, não consagrou sua vida, viveu mais pelos desejos da carne do que pelo Espírito de Deus, e teve que morrer para conquistar sua honra novamente diante do Senhor e dos homens. Dessa forma, Sansão é o exemplo de que nunca devemos brincar com as coisas de Deus. Precisamos nos consagrar e viver longe do pecado, deixando que o Espírito Santo dirija nossas vidas em vez de agirmos por conta própria, para que o nosso fim não seja como o de Sansão e, com isso, venhamos a colher as consequências do pecado.

RECAPITULANDO
Como observamos na Palavra de Deus, a vida do jovem Sansão, que foi escolhido e separado antes mesmo de existir, é um exemplo para nós. Sansão nasceu, cresceu, foi um adolescente como você, depois jovem e finalmente se tornou um adulto, e em todas as etapas da vida deste jovem, podemos aprender algo de Deus. Seja com o bom ou com o mau exemplo, aprendemos muitas coisas. Sansão não foi obediente à vontade do Senhor, não viveu uma vida separada e reta como Deus lhe havia determinado. Isso nos serve de lição para que jamais venhamos a cometer este grande erro de querer viver no mundo, no pecado, sem a direção divina e escravo de nossos próprios desejos.

Refletindo
1. O que a vida de Sansão nos ensina?
Que não podemos brincar com o pecado, pois sua consequência pode ser fatal.
2. Por que devemos nos separar para Deus?
Porque fomos escolhidos por Ele para pregar o Evangelho. Somos salvos em Cristo Jesus e novas criaturas.
3. E possível o Espírito Santo afastar-se da nossa vida?

Sim, se fizermos o que o desagrada, entristecemos o Espírito Santo e a terrível consequência: Ele se afastará de nós.
SAIBA MAIS. CLIQUE AQUI
SAIBA MAIS. CLIQUE AQUI
 
Top