FECHAR
Clique e acesse
 

Texto bíblico:
“Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça (Romanos 1.18)”.

Introdução
Em Romanos 1.18-32, Paulo prova a suprema impiedade do mundo gentílico e seu merecimento da ira de Deus. 

Em Romanos 2.1-3.8 ele prova que os judeus também são ímpios e merecedores da ira de Deus. Em Romanos 3.9-20 ele resume a condição tanto de judeus como de gentios, provando que o mundo todo é culpado.
  LEIA TAMBÉM:

I. DEFININDO A IRA DE DEUS
A ira (gr. orge) de Deus é uma expressão da sua justiça e do seu amor.
É a indignação pessoal de Deus e sua reação imutável  diante de todo o pecado (Ez 7.8,9; Ef 5.6; Ap 19.15) causada pelo comportamento iníquo do ser humano (Êx 4.14; Nm 12.1-9; 2 Sm 6.6,7) e nações (Is 10.5; 13.3; Jr 50.13; Ez 30.15), e pela  apostasia e infidelidade do seu povo (Nm 25.3; 32.10-13; Dt 29.24-28).
A “ira de Deus” não se compara às explosões de raiva demonstradas, muitas vezes, pelos seres humanos em todo mundo. A “ira de Deus” é santa e justa, em repulsa ao menosprezo e rejeição dos seres humanos em relação à natureza e vontade de Deus.

II. A IRA DE DEUS NO PASSADO, NO PRESENTE E NO FUTURO
(1) No passado, a ira de Deus e seu ódio ao pecado revelou-se através do dilúvio (Gn 6-8), da fome e da peste (Ez 6.11), do abrasamento da terra (Dt 29.22,23), da dispersão do seu povo (Lm 4.16) e de incêndio através da terra (Is 9.18,19).

(2) No presente, a ira de Deus é vista quando Ele entrega os ímpios à  imundícia e às vis paixões e leva à ruína e à morte todos quantos persistem em lhe desobedecer (1.18-3.18; 6.23; Ez 18.4; Ef 2.3).
(3) No futuro, a ira de Deus incluirá a Grande  Tribulação para os ímpios deste mundo (Mt 24.21; Ap 6-19) e um dia vindouro de juízo para todos os povos e nações (Ez 7.19; Dn 8.19) "dia de alvoroço e de desolação, dia de trevas e de  escuridão" (Sf 1.15), um dia de prestação de contas para os iníquos (2.5; Mt 3.7; Lc 3.17; Ef 5.6; Cl 3.6; Ap 11.18; 14.8-10; 19.15).
Por fim, Deus manifestará sua ira mediante o castigo eterno  sobre os que não se arrependerem (ver Mt 10.28 nota).

III. A IRA DE DEUS NÃO É A SUA ÚLTIMA PALAVRA
A ira de Deus não é a sua última palavra aos seres humanos, pois Ele proveu um meio de escape ou salvação da sua ira. O pecador  pode arrepender-se do seu pecado e voltar-se a Jesus Cristo por fé (5.8; Jo 3.36; 1 Ts 1.10; 5.9).
Os crentes unidos a Cristo devem compartilhar da ira de Deus contra o pecado, não no sentido de vingança, mas por amor sincero à justiça e aversão ao mal (ver Hb 1.9).
O Novo Testamento reconhece uma ira santa que aborrece aquilo que Deus odeia; ira esta evidenciada principalmente no próprio Jesus (Mc 3.5; Jo 2.12-17; Hb 1.9; ver Lc 19.45), em Paulo (At 17.16) e outras pessoas justas (2 Pe 2.7,8; Ap 2.6).

Conclusão
A revelação mais vivida da ira santa e do ódio de Deus contra o pecado foi quando ele despejou o castigo divino sobre o seu filho na cruz.
Deus tem vários tipos de ira:
1) a ira eterna, que é o inferno;
2) a ira escatológica, que é o dia final do Senhor;
3) a ira cataclísmica, como o dilúvio e a destruição de Sodoma e Gomorra;
4) a ira consecutiva, a qual é o princípio do semear e colher, e
5) a ira do abandono, que é quando Deus retira suas restrições e deixa as pessoas seguirem seus próprios pecados (para exemplos dessa ira, veja SI 81.11 -12; Pv 1.2.3-31). Em Romanos 1.18, trata-se do quinto tipo de ira - Deus abandonando os ímpios continuamente ao longo da História para que sigam seus pecados e as consequências deles (Rm 1.24-32).

Deus, observando a decisão humana de se afastar da sua presença e conselhos, entrega os pecadores à sua própria volúpia pecaminosa e à liberdade ansiada. Entretanto, esses se tornam escravos de si mesmos e dos que pensam de igual modo. Deus remove as restrições divinas que protegem a humanidade dos piores sofrimentos decorrentes da libertinagem e das coisas mais horríveis (26,28; At 7.42).
 
Por: Jair Alves
Bibliografia:
- Bíblia de Estudo Pentecostal
- Bíblia Dake
- Bíblica John MacAthu

- KJA
 
Top